quinta-feira, 22 de junho de 2017

Transfer na Madeira – Cada dia mais legal…!

Artesanato - Transfer em madeira-04Já ouviu falar da técnica do transfer em madeira? Talvez sim, mas se não, essa técnica consiste em transferir a imagem de uma fotografia ou qualquer arte impressa sobre uma superfície de madeira. É uma técnica que você pode fazer em casa, sem gastar muito e com a qual poderá obter resultados incríveis. Aqui já postamos uma técnica parecida, mas usava cola branca e houve alguns desagrados por ser um processo mais difícil e demorado. Porém essa maneira que apresento hoje, na internet despertou muito interesse entre os amantes do famoso DIY (Do it Yourself ou Faça você mesmo), por ser rápida, mais moderna e que permite criar quadros personalizados com fotos e imagens que você goste e decorar sua casa de uma forma exclusiva e com esse toque natural que sempre obtemos quando trabalhamos com a madeira. Se você ainda não conhecia e está ficando curioso, recomendamos que continue lendo: não irá perder seu tempo.

 

Material necessário e conselhos preliminares

Artesanato - Transfer em madeira-08

Antes de começar, gostaria de informar que na internet existem tutoriais com algumas variações que podem chegar a confundir um pouco, (como o da cola branca). Recomendamos começar por esse que está aqui no passo a passo, por ser mais simples e moderno. E quando já tiver claro o procedimento você poderá experimentar outras técnicas com outros materiais.

Veja o que você vai precisar?

1. A fotografia ou imagem que quiser transferir, impressa em uma impressora laser e em papel branco normal A4 ou do tamanho que preferir. Mas preste atenção, pois as impressoras domésticas costumam ser a jato de tinta e não a laser, sendo assim, provavelmente, terá que ir à um bazar, papelaria ou gráfica onde se tiram cópias.

2. A foto ou imagem impressa deve estar invertida, em efeito espelho, para que na hora de transferi-la, como vamos posiciona-la com a imagem para baixo, a mesma seja refletida. Por exemplo:  é como se vê no espelho. Esse detalhe deve ser considerado especialmente quando apareçam letras e números, já que se transferimos diretamente, os mesmos serão transferidos ao contrário. Obs.: Para trocar a posição da imagem você pode utilizar qualquer programa de edição de fotos (e utilizar a ferramenta espelho) ou na hora de imprimir, pedir que seja impressa em “espelho”. (qualquer dúvida deixe recadinho na lateral que eu explico com mais detalhes e/ou ensino a fazer).

3. Uma base de madeira lixada, preferivelmente de um tom claro e com um tamanho que se ajuste a fotografia ou do tamanho que você preferir. Pode ter a forma e a grossura que quiser!

4.  Um pincel pequeno.

5.  O gel transfer especial para transferir sobre a madeira. Existem várias marcas, somente preste atenção que sirva para utilizar sobre madeira. Você pode encontrar em lojas de materiais para artesanato. (este substitui a cola branca).

6.  Uma esponja ou pano úmido.

7. Um copo ou pequeno recipiente com água

8.  Verniz incolor

 

Recortar, passar o gel e deixar secar…

Artesanato - Transfer em madeira-07

Com a imagem devidamente impressa em mãos e com o material apropriado, tudo agora passa a ser sua criatividade, você somente precisa passar uma camada do gel transfer na madeira e outra camada na imagem.

Depois de ambas superfícies já estarem com o gel, coloque a imagem sobe a madeira e pressione com suas mãos ou com a ajuda de uma régua ou espátula de silicone ou plástico para que não fiquem bolhas e rugas. Deixe secar no mínimo umas duas horas, (ou siga o tempo indicado na embalagem).

 

Esfregando devagar...

Artesanato - Transfer em madeira-06

Depois de seco, devemos umedecer bem o papel com uma esponja ou com um pano molhado. O papel tem que amolecer o suficiente para que, ao esfregar com a ponta dos dedos, vá saindo pouco a pouco até que fique somente a imagem transferida sobre a madeira. Trata-se de ir “esfarelando” até que a imagem apareça nitidamente. Se a imagem soltar um pouquinho não se preocupe, é com esses pequenos defeitos que dão um ar desgastado e “vintage” muito interessante, faz parte do encanto da técnica.

 

Envernizar e decorar…

Artesanato - Transfer em madeira-05

Agora já tem a imagem transferida, mas precisa ainda aplicar uma camada de verniz incolor para protegê-la. Faça isso quando a imagem ainda estiver úmida, porque se você esperar secar ela ficará levemente branca. Isso porque o papel nunca sairá 100%, somente tiramos o máximo de camadas possível para que a imagem apareça. Depois de fazer isso, já tem seu quadro personalizado sobre madeira!

Espere secar o verniz e pronto!!!

 

Um resumo do passo a passo

Se você ficou com alguma dúvida, como eu disse acima, deixe um recadinho no formulário da coluna lateral que retorno com explicações detalhadas para você aplicar a técnica. Mas aqui em baixo também deixo mais algumas imagens do passo a passo e outras de peças lindas em preto e branco que foram criadas com o mesmo processo:

Artesanato - Transfer em madeira-03

 

Artesanato - Transfer em madeira-02Artesanato - Transfer em madeira-04

 

Outra técnica

Uma outra técnica, também apresentada aqui no blog, consiste em um pouco de tinta branca PVC, cola branca e termolina leitosa (decoupage) para acabamento. Também uma técnica muito artesanal utilizada nesse lindo trabalho. Vejam algumas imagens do site de uma colaboradora a Renata Wentz do site vidaloucadecasada

Artesanato - Transfer em madeira-09Artesanato - Transfer em madeira-19

 

Artesanato - Transfer em madeira-29Artesanato - Transfer em madeira-39Artesanato - Transfer em madeira-49

 

Copie, crie… use sua criatividade…

Abraços, NillDumont

Ziper - Clique Aqui


Você deseja queimar gordura no piloto automático?!?

Ganhe um E-book inteiramente GRÁTIS com 7 receitas de sucos DETOX

Receitas simples, fáceis e baratas de sucos que desintoxicam seu organismo e te permitem queimar gordura no piloto automático.

Por Milla Pádua

Banner - 7 Sucos Detox - 01

Baixe o E-Book GRÁTIS

(Por tempo limitado)

segunda-feira, 5 de junho de 2017

Armário com Caixas de Feira

Reciclagem de caixas 01Tenho observado na rede algumas postagens sobre caixas recicladas. São realmente criativas e de muito bom gosto. E eu me recordei que, no início da ToaToa Artesanatos em meados de 2007, já havia bolado alguns projetos de reciclagem para caixas de madeira, pois a feira se passava do lado de casa, lá no interior, e haviam muitos produtos que ficavam na rua após o término dela. É claro que muitas coisas davam para reciclar e bolar lindas peças utilizando sobras da feira. E uma delas era a de caixas de frutas de diversos tamanhos e modelos. Eu já confeccionei várias peças no meu ateliê reciclando caixas e aqui já foram postados vários projetos com o passo a passo. Assim a gente pode continuar reciclando essas e outras coisas legais e ajudando a manter a cidade mais limpa. E muito mais que isso, fazendo peças de muita utilidade para o nosso dia a dia.

Hoje, nessa postagem repaginada daqui do blog mesmo, vou ensinar a fazer uma estante bem legal, utilizando caixotes de madeira reaproveitados. Veja como fazer:

Você vai precisar de: Tinta fosca de PVA nas cores marrom, branco e verde oliva; Um recipiente para distribuir a tinta (godê); Trinchas e pincéis (broxinha) médios; Estêncil (com motivo de folhas); Lixas nº 80; Furadeira elétrica; Parafusos pequenos (para fixar os caixotes e montar a estante); Pés de geladeira (para dar sustentação à peça ou rodinhas, se for mais conveniente); Verniz acrílico brilhante (para proteger a peça); Nessa peça vamos usar a técnica de pátina provençal e aplicação de estêncil.

Notas:  Se desejar, substitua o estêncil por algum molde que você pode baixar da internet ou recortar de alguma revista de sua preferência. Transfira-o sobre a peça com um carbono, papel vegetal e lápis e lembre-se de que o molde é vazado. Distribua os motivos de folhas harmoniosamente pela peça a gosto. As Etapas da Técnica:

 

1- Antes de iniciar o trabalho use a lixa 80 para retirar as imperfeições dos caixotes.

Reciclagem de caixas 03

         

2- Aplique duas demãos de marrom com a trincha média. Intercale secagem de dez minutos entre as demãos.

Reciclagem de caixas 04        

3- Sobreponha duas demãos de tinta branca, usando a mesma trincha do passo anterior. Intercale secagem de 20 minutos entre as demãos.

Reciclagem de caixas 05       

4- Use a lixa 80 para realçar os veios típicos da pátina.

Reciclagem de caixas 06[2]      

5- Fixe o estêncil ou o molde sobre a peça. Depois mergulhe a broxa em verde oliva e comece a dar batidinhas sobre a parte vazada. Aguarde 20 minutos de secagem.

Reciclagem de caixas 07     

6- Comece a fixar os caixotes. Primeiro use a furadeira elétrica para determinar os orifícios nas laterais de cada um deles. Depois encaixe os parafusos.

Reciclagem de caixas 08     

7- Encaixe os pés para dar sustentação à peça. Será preciso usar a furadeira no fundo do último caixote e, então, fixá-los.

Reciclagem de caixas 09       

8- Aplique uma demão de verniz brilhante para proteger a peça.

Reciclagem de caixas 19         

Ok, está pronta e poderá colocá-la em qualquer lugar da casa.

Reciclagem de caixas 01

Copie, crie… use sua criatividade!!! Abraços… NillDumont

 


A Magia está de Volta

 

wicca-02-menor4

CURSO DE INICIAÇÃO À WICCA

SAIBA MAIS AQUI

quarta-feira, 24 de maio de 2017

Presenteie com Arte e Beleza Feitos à mão

Arte e beleza feitos à mão.

Arte em concreto celular 07Não é à toa que o concreto celular está cada vez mais em evidência por ser um material fácil e de muita utilidade. Considerado uma das grandes sensações do momento, ele está super na moda e vem ganhando um número maior de adeptos que se renderam à sua beleza e sofisticação. Esse material, que inicialmente  era usado apenas na engenharia civil hoje é top de linha na decoração de ambientes sofisticados e de bom gosto. Mais uma vez é a prova de que a criatividade quando bem aplicada torna os trabalhos artesanais verdadeiras obras de arte.

Observando que está chegando o dia especial dos enamorados ou melhor, dia dos namorados, trago essa matéria reformulada daqui mesmo da Vila, publicada em 2013, atualizando alguns aspectos e muito da criatividade para você poder ter mais ideias de como pode presentear com muita originalidade, beleza e o carinho de suas próprias mãos:

Arte em concreto celular 01

Ao final dessa postagem clique no link de uma página aqui do blog Vila Dumont que te ensina a criar uma linda fonte passo a passo, e faça desse projeto um presente à pessoa amada ou a você que, com certeza se ama e tem bom gosto. 

 

Arte em concreto celular 03Arte em concreto celular 04Arte em concreto celular 06

Aqui temos três objetos distintos e direcionados à decoração de ambientes. Uma luminária rústica com luz de LED, ao meio um espelho estilizado com sofisticadas linhas e símbolos. E uma obra de arte abstrata que o criador abusou da criatividade para o seu porta velas.

 

Arte em concreto celular 02Arte em concreto celular 05

Essas lindas fontes você pode confeccionar com o passo a passo deixado aqui nessa matéria da Vila Dumont, confira nesse link:

http://viladumont.blogspot.com.br/2015/06/fonte-em-concreto-celular.html

Copie, crie… use sua criatividade!!!

Abraços…

NillDumont

 


A Magia está de Volta

wicca-02-menor

CURSO DE INICIAÇÃO À WICCA

SAIBA MAIS AQUI

sexta-feira, 12 de maio de 2017

Como Calcular o Preço de Seu Artesanato

calculo_custos-06Definir o preço do artesanato é uma das tarefas mais intimidantes e que causam dor de cabeça  para aqueles que fazem artesanato e desejam utilizar a sua arte não só como hobby mas também como fonte de renda.

O principal dilema do preço é como definir o preço justo. E esse senso de justiça trazido pela palavra “preço justo” deve ser sentido tanto por quem faz a peça quanto pelo comprador. Afinal se o valor for muito alto ninguém irá comprar e se por outro lado for baixo demais você terá prejuízo financeiro e ainda por cima o seu artesanato poderá ser visto como um produto que é feito com materiais ou técnicas de baixa qualidade.

O preço deve possuir as seguintes características:

►O preço deve ser alto o suficiente para cobrir o processo de produção e os materiais;

►O preço deve ser alto o suficiente para sobrar lucro para o artesão investir na sua arte;

►O preço deve ser o suficiente para gerar alto volume de vendas;

►O preço deve agradar tanto o vendedor quanto o comprador.

Diante disso tudo, determinar o preço parece muito complicado, mas nesse artigo eu irei simplificar todo o processo para que você possa entender todos os elementos que fazem parte do preço. O importante é entender que o preço do artesanato é a soma de pequenas partes :

Fórmula: (Material + Hora trabalhada + Despesas + Lucro) x (Fator de multiplicação)

Existem muitos custos escondidos na produção de artesanato, mas todos esses custos devem ser conhecidos e somados na hora de definir o preço do artesanato.

calculo_custos-04

Caso fique muito confuso quanto aos cálculos, baixe um e-book explicativo clicando na imagem ou aqui.

 

Cada um dos componentes será detalhado a seguir:

# Materiais

Os materiais são todos os componentes que fazem parte da peça produzida, desde um simples botão até o mais caro tecido que foi utilizado. Nenhum elemento deve ser esquecido. Você deve imaginar a sua casa ou atelier como um grande supermercado e cada “mercadoria” que você coloca na sua “cesta” tem um preço especifico que alguém deve pagar.

É importante lembrar que quando compramos os materiais nas loja nem sempre utilizamos todo o material em um único artesanato por isso é muito importante saber calcular o valor do pedaço do material que foi utilizado porque o que sobrar irá para outra peça. Deve ser feito umadivisão proporcional ao material utilizado para definir o preço do artesanato produzido.

Vou repetir porque é importante lembrar que o você deve calcular é o valor do material utilizado naquela pela específica.

No exemplo de um caderno artesanal no estilo Copta temos os seguintes materiais: Papelão cinza, papel de revestimento da capa e contra capa, as folhas do miolo, a linha da costura e a cola.

A tabela abaixo demonstra valores ilustrativos para exemplificar o cálculo:

 

clip_image002

 

# Hora trabalhada

A hora trabalhada é cada minuto da sua vida que você passa se dedicando a fazer aquele artesanato específico. Do mesmo modo que um funcionário de uma empresa é pago por hora trabalhada você também precisa mensurar o valor do seu tempo trabalhado para que você possa pagar o “funcionário de sua empresa de artesanato” que nesse caso é você. Mesmo que você só venda artesanato para ter uma renda extra você precisa definir o valor da sua hora para definir o preço correto. Mesmo que você faça artesanato por diversão, ao vender você deve cobrar pelas horas trabalhadas.

Se esse valor não for cobrado alguém vai sair perdendo nessa história e nesse caso é você.

 

calculo_custos-07

Mas como calcular esse valor?

Para calcular esse valor é bem simples. Se você não trabalha integralmente com artesanato eu recomendo calcular o valor da sua hora baseado no seu salário. Ex.: Se você ganha R$2.500 mensal e trabalha 320 horas por mês, então o valor da sua hora de trabalho é de  R$7,81.

Se você é artesão (ã) ou ainda não tem fonte de renda você deve calcular o valor de sua hora de trabalho baseado em quanto você deseja ganhar por mês. Nessa etapa é sempre bom usar do bom senso.

O valor da hora trabalhada não é estático ele pode alterar, pode não, deve ser alterado a medida que você se torna mais especialista na sua área e aprimora cade vez mais a sua técnica. Do mesmo modo que um funcionário de um empresa recebe aumento salarial a medida que aumentam os anos de experiência, você deve fazer o mesmo com o seu trabalho artesanal. Quando você faz um curso pra aprender novas técnicas,  outro curso pra melhorar a estética do seu artesanato etc. Tudo isso vai valorizar e enriquecer ainda mais o seu trabalho e isso deve ser refletido no valor de sua hora trabalhada.

Caso você tenha calculado o valor de sua hora e achou pouco a melhor forma para você aumentar esse valor é investindo em você mesmo e aprendendo o máximo que você puder aprender e com isso ampliar as suas capacidade técnica, criativas, estéticas, gerenciais etc… O seu artesanato tem que ser percebido cada vez mais como um objeto exclusivo e de alto valor percebido para que você possa cobrar mais pelo seu trabalho.

Voltando ao nosso exemplo: Para fazer um caderno artesanal no estilo Copta citado acima são gastos 40 minutos. Se a hora trabalhada for R$7,81 por hora, o custo da hora trabalhada para fazer esse caderno é de R$ 5,20.

O próximo elemento que deve ser calculado são as despesas.

 

calculo_custos-08# Despesas gerais

As despesas são todos os outros gastos relacionado ao seu artesanato que você puder imaginar (água, luz, telefone, Internet, depreciação, ônibus, gasolina, frete, embalagem etc).

Um modo fácil de visualizar essas despesas é imaginar como se tudo que tivesse na sua casa ou atelier fosse alugado e a medida que você usa cada uma das coisas para fazer uma peça o valor desse “aluguel”deve ser incluído na peça produzida. Desse modo o cliente só irá pagar pelo que foi utilizado em cada peça e você não terá prejuízo por esquecer de levar esses itens em consideração.

Por exemplo: Vamos supor que o caderno de costura Copta citado nos exemplo anteriores fosse feito durante a noite em um atelier alugado. As despesas ficariam as seguintes:

►Energia:

Conta da energia: R$120 por mês;

Horas no mês: 24horas x 31dias = 744 horas por mês;

Preço por hora: R$120/744 horas = R$0,16 por hora

Custo da energia para 1 peça: R$ 0,10

*Cada peça é feita em 40 minutos.

►Aluguel:

Valor aluguel: R$1000,00 por mês;

Horas no mês: 24h x 31dias =744 horas por mês;

Preço por hora: R$1000/744 horas = R$1,34 por hora;

Custo para 1 peça: R$0,89

*Cada peça é feita em 40 minutos.

►Sacola para presente: R$ 1,50

As despesas em princípio parecem poucas, mas quando contabilizadas nas várias peças produzidas representam um gasto considerável.

Nesse exemplo não foi contabilizado a água porque para fazer esse caderno não foi utilizado a água.

O custo de depreciação não será calculado porque as ferramentas utilizadas para essa técnica (agulha, agulhão furador e berço de furação e  gabaritos) são baratas e duram muitos anos, mas caso você utilize máquinas e ferramentas de alto valor o custo de depreciação deve ser calculado e adicionado ao artesanato para que você não tenha prejuízo.

 

calculo_custos-02# Lucro

O lucro é o valor que vai ser poupado para você poder reinvestir no seu negócio para torna-lo mais rentável seja na comprar de novas ferramentas que irão agilizar o processo ou em cursos para aprimorar os seus conhecimentos e permitir que você consiga crescer com o seu artesanato.

Geralmente a porcentagem de lucro que é adicionado as peças variam de 30% a 50%. Você pode variar de acordo com a sua estratégia de negócio.

 

# Fator de multiplicação

O preço final é multiplicado por 1.5 ou 2. Esse fator de multiplicação é o que permite você dar desconto para clientes que encomendarem em quantidade maior sem que você prejudique os seus ganhos.

Esse fator de multiplicação também serve para cobrir alguns custos direto e indireto ao seu artesanato que você tenha esquecido de contabilizar como os custos de estoque, custo que você paga para manter uma loja virtual, custos para por em vitrines etc.

O preço que é passado para o cliente é o preço adicionado desse fator de multiplicação, esse seria o preço de varejo. Mas para um cliente que faz um grande pedido você retira o fator de multiplicação gerando assim o preço de atacado.

Veja a tabela abaixo que resume todos os componentes envolvidos no preço utilizando o exemplo citado:

clip_image008

Correção: O Valor correto no preço de varejo é R$31,29 x 1.5= R$46,93 (houve um pequeno erro na digitação da tabela por isso desconsidere o valor R$30,25 e substitua por R$31,29)

É importante mencionar que as fórmulas para cálculo de preço de artesanato não são absolutas e incontestáveis, o valor resultante serve para você avaliar e trilhar caminhos com base em dados específicos. Se o preço do seu artesanato saiu muito caro, você deve avaliar quais os fatores que influenciaram para esse resultado e  o que você poderá fazer para reduzir o valor sem prejudicar você e o seu negócio.

Fonte – Arte com Papel – www.artecompapel.com


Baixe aqui seu e-book para aprender a calcular o Preço de seu Artesanato
de Forma Correta:

quinta-feira, 9 de março de 2017

Puf's e Almofadas Customizadas

Os pufs e as almofadas que podemos usar sobre o piso são peças bem confortáveis e perfeitas para aquelas reuniões informais e para os momentos de família.
Esta matéria é um trabalho repaginado de uma das primeiras postagens que foi publicada aqui na Vila. Eu separei para vocês quatro sugestões de práticas à elegantes, que os amantes da costura e criatividade vão adorar.
Todos os “passo a passo” estão bem fotografados e fáceis de entender. Confiram os links indicados.




Começamos com a sugestão do site em inglês do Design Sponge, com um modelo geométrico multicolorido num formato bem clássico para pufs de tecido. Quem tem afinidades com o patchwork, vai achar super simples. E é mesmo, vale a tentativa. Para conferir as imagens do passo a passo, acesse Design Sponge.
 


A almofada com ares de puf, toda decorada, é um charme para completar a decoração de sua sala. O passo a passo está no Prudent Baby e pode ser feito também em tamanhos bem maiores, é só adaptar as medidas.


 
Esse puf prático com pinta de almofada é perfeito para usar nas áreas de lazer da varanda e do jardim. Com alças para transportar, se forem feitas em tecido impermeável ficam ainda mais práticas. O passo a passo é do ótimo site de costuras Sew Mama Sew.
 


E pra terminar uma opção bacana que pode ser usada também como mesa para aparar uma bandeja. Em formato redondo, é o verdadeiro puf, no desenho mais tradicional. A dica aqui é rechear bem para que o peça fique mais firme. O passo a passo foi elaborado pela Susan do Living With Punks. Passem por lá pra conferir.


 
Agora é só colocar suas máquinas de costura pra trabalhar, usar de sua criatividade e fazer muito sucesso!
Copie… crie… use sua criatividade.
Abraços


Não perca sua chance de ter SUA NUMEROLOGIA especialmente elaborada para o seu perfil. Um projeto único e intransferível para toda a sua vida!
Receba a sua gratuitamente preenchendo este formulário e concorra a vários presentes da NillPublisher até o final do ano.

Capa numerologia Gill

Clique na imagem ou no botão do formulário e deixe seus dados como seu nome completo e data de nascimento, apenas isso.

Clique Aqui - 02

Visite o site da